Desencaixotando Rita

Desencaixotando Rita

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

05/01/11

Tentando acomodar os meus compartimentos depois de um movimento de contração brutal da minha própria alma.

Se pensar bem, nada em mim se expande. Tudo é compressão - uma cartografia exasperada.
O que experimento é um afunilamento modigliano dos meus limites; um cego esbarrar comigo mesma nas minhas próprias esquinas estreitas.

E num labirinto centrípeto, não sei se densifico ou se

só me perco outra vez.

Um comentário:

  1. Pois é. Voltei e não voltei. rs. Muitas ideias, muito o que gostaria de escrever... Mas sem ânimo, ou tempo...
    Só fui ver hoje seu post... rs.
    Feliz Ano Novo também (ainda que bem atrasado...)
    Tomara mesmo que consigamos nos ver!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Comentam por aí...