Desencaixotando Rita

Desencaixotando Rita

segunda-feira, 13 de março de 2017

"das ruínas preliminares" ou "dos papéis individuais no fim do mundo"

aquela sou eu esperando a catástrofe
com as mãos seraficamente pousadas
                                         sobre o colo
a verdade é que só preciso
me agarrar violentamente
a um ponto fixo
na disco-voragem
          deste sonho

e permanecer submersa


acontece que eu engulo tua indiscrição gulosa
descendo pelas minhas pernas
e devolvo delicadas ossadas
sob o signo da carnificina moderada
(uma forma de canibalismo contemporâneo?)
expostas em seu tutano todas as comissuras dos ossinhos
equilibrados sobre a porcelana
frágil  do meu prato, porque uma coisa que acontece é que
o meu corpo
ele não se quebra
não quebra como se quebra um prato
ou um fêmur
não como se quebra uma linha
no fim de uma frase longa e deselegante
alinhada à esquerda

o que tenho a ser feito
pode até ser chamado de ofício
de linha e agulha
mas eu contenho hemorragias
é o que eu faço
-- deveria ter sido médica
mas me coube ser dique

: eu contenho hemorragias
com as mãos
todos os dias
-- um ofício que empresto
da pedra
para subjugar o rio






2 comentários:

  1. "-- deveria ter sido médica
    mas me coube ser dique"

    to aqui boba, Ritinha!
    que potência!

    <3

    ResponderExcluir

Comentam por aí...