Desencaixotando Rita

Desencaixotando Rita

sexta-feira, 13 de março de 2015

"Dissolução" [hexagrama 59] ou "não há mais sapatos na escada"



para um morcego numa sexta-feira 13


é tempo de descansar os braços
e deitar-se sobre a toalha
vem, uma nova temporada
aproxima-se. os animais
                         retornam
                          de sua longa viagem
                              de sombra e vento
vem chegando a nevasca lenta
              com pés de nevoeiro
                                 voltados
                            para dentro

não há mais sapatos na escada.
como tudo haveria de passar, o amor 
passou, como tudo haveria de passar
                     o amor passou por aqui,
   mas não há mais sapatos na escada:
o que tenho entre os dedos enregelados
        é do tamanho de um punho escuro
                                   sem recuperação.

é tempo de abandonar os braços
e deitar-se sobre a toalha, sem sequer um
movimento.          vem uma nova temporada
que mata, mata e os animais retornam 
pouco a pouco    com suas leves patas
                   e seus insondáveis planos.

Um comentário:

  1. este é com certeza o teu mais lindo e pungente poema, porque vem de dentro da lava, a imagem perfeita que se repete e desola, mas remonta uma coragem incrível e uma sensação das coisas, uma dolorosa aceitação do galope. fiquei pasmo com este. não pode ser o último. este poema deve ser a base do teu livro. bj do seu.

    ResponderExcluir

Comentam por aí...